Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Catingueiro

Catingueiro



Catingueiro, catingueiro,
Tu não é bicho do mato,
Tu és, é bicho treiteiro,
Se possível for eu luto contigo o ano inteiro,
Mas o fruto do meu esmero tu não leva não.
Catingueiro eu já sei teus segredos,
E eles vou revelar pra toda a população,
Tu queres é o fruto do meu esmero
E dividi-lo com o juiz e o delegado,
O vereador e o deputado.
E juntos obrigarem os professores e o soldados
Trabalharem por amor a profissão.

Catingueiro, catingueiro,
Tu não é bicho do mato,
Tu és, é bicho treiteiro,
Se possível for eu luto contigo o ano inteiro,
Mas o fruto do meu esmero tu não leva não.

Catingueiro, catingueiro,
Eu sim, sou bicho do mato
Conheço esse pedaço até pelo cheiro,
Se tu insiste em surrupiar o meu futuro
Eu vou sair pelo Brasil inteiro
Convocar meus companheiros
Para juntos fazer revolução.

Catingueiro, catingueiro,
Tu não é bicho do riacho,
Tu és, é bicho treiteiro
Se possível for eu luto contigo o ano inteiro,
Mas o futuro do meu esmero tu não leva não.





Ediastro
Enviado por Ediastro em 06/02/2019
Reeditado em 17/04/2019
Código do texto: T6568346
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Edimar A Lima).
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ediastro
Paragominas - Pará - Brasil, 42 anos
77 textos (3720 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/19 14:52)
Ediastro