Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um Rolê, Pela República das Bananas

Tô cansado: na câmara de gás uso máscara de aço resistindo ao holocausto,De fato eu procuro espaço 100 metros rasos para chegar até a margem   morrer afogado faz parte,um passo pra mim é um salto pra humanidade ,ou será ao contrário? é o descaso no país das maravilhas fala  o que eu faço, ouro bruto não brilha, tô perdido na ilha fui achado na trilha ,Teu  filho e tua filha não foje a luta e o que você fez por eles o filha da puta,os filhos do solo e a mãe gentil fizeram da pátria uma prostituta,de saia justa te dei sinuca Mãos pro alto larga o taco não assusta, euTo no  Fusca branco  77 banco de couro e carpete beje ouvindo rap rock e reggae,Do pen drive ao vídeo cassete , vai abrir a boca fala algo que preste,Se vento sopra pro leste, sem problema eu sou do velho oeste,monto minha  cabana tipo faroeste sem diploma ou CEP ou diploma   de ignorância do MEC,você sabe onde começa o AVC e termina o Stresse , não ,então para seu mundo e desse senta que lá  vem história,tipo charlin Chaplin dança na  chuva e não  molha,Chalie Brown Dias de luta dias de glória , chorão não ,me recupero da derrota   deito no manto e me levanto  sem pranto antes aponta o dedo   blinda a imagem no seu santo,Por que ele é de barro o otário .
juari de sá
Enviado por juari de sá em 12/06/2019
Código do texto: T6671089
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
juari de sá
Governador Valadares - Minas Gerais - Brasil, 30 anos
64 textos (1065 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 01:50)
juari de sá