VITORIANA

Terra verde de água e de sol,

Mar de água doce.

Jurumirim bica pequena.

Mergulho nessa represa

Pra sarar meu mal de amor.

Salve Nossa Senhora das Dores!

Na capelhinha do Major Vitoriano,

A vida passa sorrindo.

Igreja da Matriz relicário divino.

Levei meus pedidos todinhos,

Também sou sonhador,

Abiré, abaré da vila Rio Novo

Nasceu teu ninho.

Dois sonhadores aqui chegaram,

Depois mais e mais beberam da tua beleza.

Terra do sol,

Rio dos veados,

Ribeira Tamanduá.

Teu rico manto cobre o meu caminho.

Grãos,laranjas,café quentinho.

Cheiro gostoso de Mato.

O céu estende o azul até o Palácio do sabor.

No monte guardei meus segredos,

No horto plantei eucaliptos.

A araucária cresceu em copas

E floresceu nossa esperança.

Avaré não é mais criança.

No largo São João a fonte das artes

Faz o dia amanhecer colorindo

Tua origem vitoriana.