Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu sendo tão eu

Me engano muito, me envolvo fácil
Corrompo meu mundo e saio pela porta dos fundos
Sem nem me despedir de alguém, ninguém
Algum outro espaço em branco
Meu refúgio acaba sendo o escuro
E as minhas palavras doces tornam-se fortes
Melancólicas e uniformes
Busco nisso um prazer
Que outrora era viver, sem saber
Paradigmas entre o ontem e o hoje
Comparações absurdamente plausíveis dentro da minha cabeça
E assim me perco em acertos e desacordos
Desafetos dialéticos
Empíricos em sua totalidade
Fujo do reducionismo, enalteço minha complexidade
Talvez procurando minha verdade
Reatando acasos programados
Inventados por um destino manipulador
Crenças e desavenças por um outro amor.
M K
Enviado por M K em 06/04/2005
Reeditado em 13/12/2008
Código do texto: T10084


Comentários

Sobre o autor
M K
Curitiba - Paraná - Brasil, 36 anos
53 textos (2552 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/08/20 07:13)