Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEU SILÊNCIO


Não sou nada quando me negas um silêncio, porque de todo, já ouvi  todo o passado de lástimas. Jamais sonhei subjugar uma flor, apenas segura-la com carinho, mas me vê como cão caçador, sem dono e sem destino. Não me furtes desse silêncio quando sonho versos para ti.Quero tão somente beijar a mão de quem faz nascer um perfume que adormece minha angustia.se após meu carinho, sonhar ter recebido uma herança, fale-me até cansar tua garganta.
Jose Carlos Cavalcante
Enviado por Jose Carlos Cavalcante em 08/04/2005
Código do texto: T10362

Comentários

Sobre o autor
Jose Carlos Cavalcante
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 60 anos
812 textos (59858 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/08/21 02:46)
Jose Carlos Cavalcante