Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sentimento Notório

Sei da vaidade podre dos humanos
Que se sentem deuses e não o são
Na maioria não são dignos de viver
Sei da vossa pobreza, da vossa podridão.

Sei que querias bem que eu pensasse
Que a beleza do teu rosto, teu belo corpo
Fosse suficiente para que eu lhe desejasse
Mas não é vantagem a ti não estar morto.

É que a imbecilidade de vocês, achando
Que os olhos, cabelos que eu tanto admiro
- Que por sinal são tão ou mais belos ainda -
São suficientes para mim. Não admito!

A falta do hábito de pensar ainda há de matar
Os que belos ainda hoje vão se achando
É que a falta de sensibilidade para consigo mesmo
Me dá, ainda hoje, nojo dos humanos.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 15/04/2005
Código do texto: T11442


Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 35 anos
958 textos (33169 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/07/20 10:01)
Júnior Leal