Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MALDADE. PURA MALDADE !

Maldade!
Maldade você fez!
Você, na flor da idade
Sabendo da minha carência
Embora com toda a vivência
Me encanta!
Embasbaca!
(ou babaca?)
Me mostra a sua verdade
Depois escapa de vez

Maldade!
Pura perversidade!
Um homem da minha idade
Com sede de beduíno
Estando ao lado do poço
Espera voltar a ser moço
Fazendo papel de menino
Brincando de ser mocinho
Mau ator
Interpreta o texto sozinho

Maldade!
Sem dó, nem piedade!
Beleza é a tua riqueza
Me compra a preço qualquer
Me joga num quer-e-não-quer
E basta um olhar, um sorriso
Destrói minha fortaleza
Soterra o pouco juízo
Afunda o meu amor-próprio
(próprio?)
Agora um amor-impróprio
Comprei, na verdade, tristeza

Maldade!
Que infelicidade!
Pago, sem necessidade
Por não escutar a razão
É tempo... te esquiva !
Sabes bem que tua sina
Ao lado desta menina
É ficar em carne-viva
Braseiro no coração
Destroços de um furacão

Estive na Fonte da Juventude,
de Ponce de Léon
E não bebi um gole.

Maldade!
Pura maldade!


Dionisio Teles
Enviado por Dionisio Teles em 03/03/2006
Reeditado em 03/03/2006
Código do texto: T118188


Comentários

Sobre o autor
Dionisio Teles
Barueri - São Paulo - Brasil, 68 anos
177 textos (55081 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/04/21 08:15)
Dionisio Teles