Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sindrome de Rejeição Póstuma

Dissuadir a falsidade, fere minha dignidade
Acreditar no ser me mantém distante, irregularmente inconstante
Num tédio desigual, questionar o que é imoral
Vender os olhos para evitar o que não se quer ver, e viver
Cambaleando pelos cantos vociferando, Caluniando
Deus ou quem quer que seja até mesmo a quem me proteja
A verdade é que ninguém se importa, prefiro aqui fechar as portas
Pra todos, pra quem não quer me magoar, por não me falar
Por querer não me falar, que não me quer por perto, que num determinado momento, eu não estou correto
Inconscientemente, Discretamente
Verdadeira, direta ou indiretamente
Por favor, seja sincero comigo
Indefere se somos ou não amigos
Pois sejam bem-vindos ao meu distúrbio emocional
Provocados pela neurose disfuncional
De sempre achar que esta sendo apunhalado pelas costas
Síndrome de rejeição póstuma
Já diria um Nelson, não somos tristes por que vamos morrer
Somos tristes por que temos que viver.
Rafa Mendonça
Enviado por Rafa Mendonça em 21/09/2008
Código do texto: T1190216

Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Rafa Mendonça
Mauá - São Paulo - Brasil, 34 anos
38 textos (855 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/05/21 00:15)
Rafa Mendonça