Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Clandestino


Sou mansa no teu agito
tropeço no teu ritmo
calada no teu sorriso...
teu corpo é puro sol
minha pele procura a lua
vivo entre quatro paredes
e tua casa é a tua rua...
danço ao som de um adágio
mas chegas como um menino
enroscando em mim tuas pernas
assoviando um “adiós nonino”...
e insistes nessa dança
ao me flagrar desprevenida
com a alma inquieta
esbarrando na tua lembrança...
e não importa meia noite
tanto faz o meio dia
nessa hora é que eu te encontro
clandestino na poesia...

Cristina Nunes
Enviado por Cristina Nunes em 12/03/2006
Reeditado em 13/03/2006
Código do texto: T122291


Comentários

Sobre a autora
Cristina Nunes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 63 anos
421 textos (33852 leituras)
9 áudios (1010 audições)
2 e-livros (97 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/04/21 19:54)
Cristina Nunes