Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A VOLÚPIA DE PSIQUÊ

Ouvi falar
que escreves
como a beleza
de Psiquê.
O que?
Como te atreves?
Por acaso desafias
a ira de Afrodite
rabiscando poesias
que enfeitiçam Cupido.
Corres risco poetisa !
Não sabes o que te espera !
Paixão não é libido
É tormento
Sofrimento.
Mas,
insistes
e, no seu sono forçado
acolhes teu amado
acreditando ser serpente.
Deitas!
Gozas!
Gerando volúpia
E Eros capitula
Não resiste
Submete-se
Corre risco
Vai à Zeus
Implora
Chora
E, até mesmo um deus
Sucumbe aos apelos
Seus.
Cuidado poetisa !
Tu és profetisa?
Sei que és bela.
Mas,
cautela !


Dionisio Teles
Enviado por Dionisio Teles em 20/03/2006
Reeditado em 21/03/2006
Código do texto: T125922


Comentários

Sobre o autor
Dionisio Teles
Barueri - São Paulo - Brasil, 68 anos
177 textos (55082 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/04/21 22:14)
Dionisio Teles