Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

H E R E S I A

Falas de maldade
externas o mal
como se dissesses
uma coisa banal.
Não seria melhor se amasses ?
Prá que esta sanha
de mulher fatal,
aranha rendeira
fêmea matreira.

Cometes heresia
mulher-poesia.
Provoca os deuses
no seu desalinho
quando fala do vinho
bebendo meu corpo
comendo minh'alma
na pedra gelada.
Ganhas o que
amada malvada?

Entregue-se !
Desista !
Seu servo é seu dono
porque no abandono
a dor é senhora
e no escuro da hora
te caça
te laça
te abraça

Não insistas !
Pode ser tua desgraça

Meu corpo
está aberto
para o acerto.
Dionisio Teles
Enviado por Dionisio Teles em 03/04/2006
Reeditado em 05/04/2006
Código do texto: T133093


Comentários

Sobre o autor
Dionisio Teles
Barueri - São Paulo - Brasil, 68 anos
177 textos (55080 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/04/21 06:45)
Dionisio Teles