Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sangue gelo

Não ser mais que mera dor,
inevitável fado
de cruéis devires.
Cabeça sem coração, mecânico
e frio coração ausente,
estrela de luz já extinta,
artificial claridade.
Definitiva e existencial mentira.
Gesto de puro gelo,
sangue inventado,
vida jamais nascida.
Crisálida.
Ficção.
Terrífico sonho.
Eu.
Dionísio Dinis
Enviado por Dionísio Dinis em 10/04/2006
Código do texto: T136881


Comentários

Sobre o autor
Dionísio Dinis
Portugal, 58 anos
126 textos (5473 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/04/21 20:59)
Dionísio Dinis