Balada

As horas do dia ora me parecem tantas,

o tempo não anda,

tornou-se desordenado e lento.

Da balada que me destes fiz um mantra

para serenar minha alma

surda e cega de contentamentos

que não estejam em ti,

senhor do meus pensamentos.

Andrea Cristina Lopes - Curitiba/Pr

AndreaCristina Lopes
Enviado por AndreaCristina Lopes em 29/04/2005
Reeditado em 22/11/2010
Código do texto: T13738
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.