Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uirapuru


Oh Tupã, se apressa em me salvar
Me transforma num pássaro
Para o meu amor eu poder visitar
O desalento se apoderou de mim
Meu cacique está a amar
Sua eleita atirou certeira a flecha
E por isso com ela, ele vai se casar
Vou fugir, vou voar
No norte do Brasil vou me instalar
Meu coração está em prantos
Longe do meu amado é meu lugar
Oh Tupã, dá-me um canto novo
Como o som de uma flauta quero sibilar
E ensinar aos pássaros todos
Como se deve cantar
Oribici não é mais o meu nome
Uirapuru-verdadeiro
Corneta ou músico, estão a me chamar
Meu pobre corpo é disputado pelos homens
Como talismã de felicidade
E para que as pessoas
Às suas casas possam retornar
Índios e sertanejos dizem
Que sou sobrenatural
Uirapuru significa:
Pássaro que não é pássaro
Mas o próprio Tupã, deus imortal!


        **********************************


     Poema inspirado na lenda do Uirapuru. Seu canto só se ouve 15 dias por ano enquanto constrói o seu ninho. Ele canta de 5 a 10 minutos apenas pela manhã e à noite. Mas de tão belo canto, todos os outros pássaros se calam para o ouvir.
     Em 1917, o maestro Heitor Villa-Lobos compôs Uirapuru, encantado com sua lenda que conta que uma moça embevecida com seu canto, atirou uma flecha em seu coração, transformando-o assim num belo jovem com quem se casou.
     Transcrevo abaixo a letra da música:


            UIRAPURU
            Jacobina e Murilo Latini

            Uirapuru, uirapuru
            Seresteiro, cantador do meu sertão
            Uirapuru, uirapuru
            Ele canta as mágoas do meu coração
            A mata inteira fica muda ao teu cantar
            Tudo se cala para ouvir tua canção
            Que vai ao céu numa sentida melodia
            Vai a Deus em forma triste de oração
            Uirapuru, uirapuru
            Ele canta as mágoas do meu coração
            Se Deus ouvisse o que te sai do coração
            Entenderia que é de dor tua canção
            Que daria para salvar o meu sertão
            Uirapuru, uirapuru
            Seresteiro, cantador do meu sertão
            Uirapuru, uirapuru
            Ele canta as mágoas do meu coração.

         
        ********************************************


UIRAPURU BICHO ARREDIO/ TÍMIDO POR NATUREZA/ SUA INTELIGÊNCIA É UM DESAFIO/ E SEU CANTO DE ÍMPAR BELEZA/ PÕE TANTO SENTIMENTO NO CANTO/ FAZ QUALQUER UM ARREPIAR/ DEIXA TODA FLORESTA EM ESPANTO/ ATÉ DEUS PAROU PRA ESCUTAR/

Enviado por Sigmar Montemor em 16/04/2006 19:08
para o texto "Uirapuru"



Uirapuru // canto de mel // floresta em silêncio // ouvindo um momento // o som imortal // nas asas do vento // melodia que encanta // com maior sentimento // a arte de amar. Belíssimo poema. Parabéns.

Enviado por Calaf em 7/04/2006 08h52
para o texto "Uirapuru"



A dor de amar é doce//como o canto do irapuru do sertão//a dor da saudade amarga//como a sede da canção...//é breve a dor do poeta// que perdido ainda empresta// a voz do irapuru// pra açaimar seu coração... ( parabéns pelos versos, baiano! ps conheces Catulo da Paixão Cearense?? tens seus lirismo...

Enviado por Eder Mag em 20/04/2006 21:39
para o texto "Uirapuru"



"Cerecê e Uirá, duas lindas cunhãs apaixonaram-se por Ypadi, forte, valente guerreiro, cacique da tribo Tupi. Apenas uma o cacique poderia amar: Cerecê, a luz da floresta, o seu amor, a taba em festa. Uirá, coração cheio de tristeza, chorou longamente a sua dor e as lágrimas em gotas cristalinas tornaram-se notas musicais de amor! Tupã secou a suas lágrimas e transformou seu pranto nos mais doce canto. Cantar, cantar é a tua sina. Cantar... cantar, poeta do amor, flauta divina!"

Não resisti. É uma toada da minha terra. Fiquei emocionada ao ler teu poema.
 
Enviado por Má Herculano em 22/04/2006 20:11
para o texto "Uirapuru"


     ADOREI OS COMENTÁRIOS POÉTICOS DO SIGMAR MONTEMOR, DO CALAF, EDER MAG E MÁ HERCULANO, POR ISSO OS ESTOU POSTANDO AQUI. OBRIGADO POETAS, SEUS ENCANTADORES VERSOS ENRIQUECERAM AINDA MAIS O TEXTO. GRANDE ABRAÇO AOS POETAS!

cacaubahia
Enviado por cacaubahia em 16/04/2006
Reeditado em 02/12/2008
Código do texto: T140028


Comentários

Sobre o autor
cacaubahia
Palhoça - Santa Catarina - Brasil, 60 anos
351 textos (43604 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/04/21 08:57)
cacaubahia