Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ACORRENTADA




Quero dizer que não quero
Mas o cotidiano afirma que minto
Pois tudo o que em meu peito sinto
E o imenso amor de ti, que venero
Sou escrava, cativa dos teus desmandos
Não dona de mim, pouco sei de meus atos
Vivo percorro mundos, atropelo-me em desacatos
Ensurdecida, apaixonada...atendo teus comandos
Nada sei, ou se sei esqueço
Padeço de falta de vergonha na cara
Vai resolve...fica ou desce...Toma uma atitude
Assim não posso ficar!
O final da história...queres que eu mude?


Denise






Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 11/01/2005
Código do texto: T1444


Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
11345 textos (953852 leituras)
16 áudios (8943 audições)
311 e-livros (34596 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/10/20 21:52)
Denise Severgnini