Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Felina

No escuro do que foi
estenda o pé e chute o ar
respire o pó dos morcegos
arranque as teias de aranha
abra a toca das cobaias
deita-se como um inseto
e acorda como fera
num rugido moribundo
grita pelo seu macho
valendo-se da lua cheia
esconda as garras afiadas
ao dar o bote fatal
cobrindo o corpo escolhido
ignorando sua força
faça-se de gata manhosa
para triunfar no prazer
 
Maria Luiza de Monteiro Marinho
Enviado por Maria Luiza de Monteiro Marinho em 08/05/2006
Código do texto: T152789


Comentários

Sobre a autora
Maria Luiza de Monteiro Marinho
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
149 textos (4853 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/02/21 07:53)
Maria Luiza de Monteiro Marinho