Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Inventando


(um jeito de brincar com as dores de Pessoa)

O poeta é um inventor.
Inventa um sentir tão triste
e insere em lugar do amor
a dor que nem mesmo existe.

Ah! Poeta, por favor,
olha em volta – por que insistes
em espinho e não em flor?
É da dor que subsistes?

Desses males quais inventas
e quais deles são reais
dentre os sonhos que acalentas?

Não te bastam os teus ais?
Acalma a mente sedenta
e inventa um “não quero mais”.
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 22/05/2009
Código do texto: T1608316

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (11386 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/11/19 20:17)
Poeteiro