Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VIDA


Hoje estive pensando no quanto já vivi
Nossa, fiquei surpresa com tanta coisa já vista.
Tantas coisas já vivi, tantos sonhos já tive, já concretizei
E pessoas então? Quantas já conheci...
Na minha memória um número infinito, incontável
Quanta coisa legal já fiz, já vi, já presenciei
Quanto sentimento bacana já senti por alguém ou por algum momento
Quanta gente entrou e saiu da minha vida e eu nem percebi
E quantos ainda permanecem juntos sempre, eternizados
Mas também teve as partes ruins
Tive perdas irreparáveis, que são até hoje cicatrizes abertas
Outras apenas lamentei e entendi
Quantas pessoas me magoaram, me decepcionaram...
Quantos momentos ruins já vivi também.
Momentos que pareciam uma eternidade
Parecia não ter fim, só dor
Quanta coisa já senti, quantas lágrimas já chorei
De quantos sonhos desisti
Quantos amores se foram
Quanta vida deixei de viver.
Quantas vezes perdi a esperança...
Olhando assim...
Me sinto um mausoléu de tão velhinha
A vivencia pesa, parece que tenho 1000 anos
Mas posso ver por outro lado...
Posso ver o lado que ainda tem por vir
Que ainda não vivi
Quanta coisa ainda quero fazer
Quantos ideais  tenho dentro de mim
Quantos sonhos ainda tenho esperança de concretizar
E quantos novos sonhos virão
Quantas vezes hei de gargalhar com as peripécias dos meus
Quantos beijos e carinhos trocarei
E quantas vezes meu coração pode bater mais forte
Por momentos de felicidade, orgulho ou ainda  por alguém
Quem sabe...
Quantas pessoas ainda entrarão e sairão
E quantas hão de ficar e fazer parte de minha vida
Quanta conversa hei de jogar fora com amigos em noites quentes de verão
Quantas promessas ainda farei pra mim mesma
E quantos ainda hão de me amar
Olhando assim...
Sinto-me então um pequeno bebe
Melhor ainda,
Um embrião pronto a saltar para a vida
Helomidade
Enviado por Helomidade em 14/06/2009
Código do texto: T1647862

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Helomidade
São Paulo - São Paulo - Brasil
162 textos (4278 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 17:06)
Helomidade