Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SÓ UMA CERTEZA


Falaram-me que outras palavras seriam mais claras
Mas encontrei apenas as trevas em cada letra
Contaram-me sobre segredos escondidos nas entranhas
De cada sentido resguardado na forma límpida da chuva
Porém molhei-me nas gotas de ansiedade sem encontra respostas
E desconheci-me em ver meu semblante nessa manhã turva.

Andei por vários caminhos sem buscar nem sequer a saída
Pois não existia medo ou desvantagem tudo era normal
Caminhei muitas noites, sozinho por entre a floresta,
Descansava debaixo de árvores e ia esperar passar o vendaval
Degustava de todo o tipo de pensamentos já tidos em uma vida
E nessa realidade só sobrevive uma certeza, ela é virtual.

Cada dia mais novo, coisas passadas são questionadas,
Em cada ponto da cidade uma luz, em cada canto alguém cego,
Em avenidas seguem os dragões das paixões mal vividas
Nos becos, pessoas desarmadas no meio do tiroteio,
Nas mãos dos donos da situação as verdades são escondidas
No ar da raiva e do ódio, nem uma palavra certa me veio.
José Borges Neto
Enviado por José Borges Neto em 25/06/2009
Código do texto: T1667162

Comentários

Sobre o autor
José Borges Neto
Antônio Martins - Rio Grande do Norte - Brasil, 30 anos
187 textos (4894 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/20 04:21)
José Borges Neto