Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dor Bruta


A dor que é bruta e nos faz gruta de nós mesmos...
A dor do passado, das lágrimas, das roupas roídas...
Dos medos
Dos olhares assustados
Por muitas vezes incisivo
Das mãos calejadas do suor do rosto com lágrimas
A dor
A dor que dói
Que lateja lá dentro, fazendo revirar nossa alma
Como?
Como um choro preso
A dor...dor bruta
Dor dos amores
Das dores
Cruéis sentimentos
Sensações
Nunca lapidadas
Emoções nunca revistas
E assim... Segue a dor
Segura o peito
Perde o rumo
E nós aqui
Numa noite eterna, por dentro
Esperando o raiar do dia
Dia através da janelinha do quarto
Que vem
Entra na janela da alma
Dor... Que achamos que vai embora
Mas que permanece como os medos
Bruta... Brutos
Bem lá dentro
Bem no fundo
Refletidos em nosso olhar.


Priscilia Nascimento
Enviado por Priscilia Nascimento em 08/07/2009
Código do texto: T1688999


Comentários

Sobre a autora
Priscilia Nascimento
Recife - Pernambuco - Brasil, 39 anos
222 textos (32678 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/20 22:05)
Priscilia Nascimento