Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Silenciosa

De todas as poesias que já pari
talvez essa seja a mais triste,
a mais sentida, a mais calada.

Meus versos mudos anunciam
os gritos da minha alma:
Acalma! Acalma! Acalma!

15/01/2004
Paola Caumo
Enviado por Paola Caumo em 15/01/2005
Código do texto: T1695

Comentários

Sobre a autora
Paola Caumo
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 51 anos
167 textos (6415 leituras)
17 e-livros (814 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/08/20 12:15)
Paola Caumo