Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema em fuga

Poema em fuga
=============ErdoBastos

Queria morrer do teu lado,
Assim, contigo abraçado...

Num sono profundo
Partir deste mundo
Deixa-lo com calma
Ir embora sem trauma

E descansar a alma

Queria partir sorrindo
Sem ninguém me ver saindo
Soltar tua mão suavemente
Sorrir de novo, levemente.

Te olhar pela última vez... e partir.

Que mais poderia eu fazer
Depois de te amar e perder?
Não posso, não devo e nem quero
Ficar aqui  e sofrer

Porque foste embora levando
filhos, amor e família.
Tudo que estou precisando
em hora de tanta agonia.

É justo do que levas embora
Que eu mais preciso agora.

Renascer é o que eu preciso,
morrer, o mais parecido
que eu acho que consigo
fazer do que fiz comigo.


Desejo esclarecer a quem me leia, que este texto não se refere a sentimento suicida do qual seja eu portador. (rs) Não sou, amo a vida, mas tento entender a que leva o sofrimento, porque me fascina de certo modo este entendimento. Pode ser morbidez, talvez, mas é coisa que sinto,  que me inspira e que produz poeminhas como este. Que talvez venha a suscitar em alguns leitores vontade de que eu o faça, mesmo. (rs)
ErdoBastos
ErdoBastos
Enviado por ErdoBastos em 28/06/2006
Código do texto: T183591


Comentários

Sobre o autor
ErdoBastos
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 65 anos
789 textos (41966 leituras)
2 áudios (132 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/03/21 03:19)
ErdoBastos