Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Explicação de Poeta

Explicação de Poeta
===============ErdoBastos

Quando me leres, não pense que sou assim,
nem que sou assado.
Pense que sinto em mim
o que tenho te passado.

Mas pode vir de outro,
pode ser de mim mesmo,
pode vir de um (des)encontro,
pode ter sido ouvido a esmo.

Tento perceber ao meu redor
o que sentem as pessoas, o que dizem.
E uso a sensibilidade, o meu melhor,
pra dizer o que de mim exigem.

Exigem meus sentimentos,
a minha capacidade perceptiva.
E as vezes, saem tomentos
destas jornadas reflexivas.

Me levam por descaminhos,
ou revelam jardins de flores.
As vezes revelam carinhos,
outras vezes grandes dores.

E assim, transcrevendo o que percebo
de forma rude e direta
digo coisas que penso ou que recebo.
E vivo assim, fingindo ser poeta.

Fingindo, porque na verdade,
apenas passo adiante.
Transcrevo, na realidade,
tudo o que me atraia e encante.

Porque entendo que esta deve ser
a intenção de quem pensa em escrever

========================================
Meus prezados e muito respeitados leitores. Tenho recebido algumas criticas que parecem apontar que o que escrevo, seja literalmente o meu pensamento próprio. Nem sempre o é, muitas são as vezes em que falo sobre impressões transmitidas por outras pessoas com quem convivo. E muitas vezes, mesmo falando sobre mim, o faço com a devida licença poética.
Espero não ser julgado apenas por um ou outro escrito, mas sim, pelo conjunto da obra, e ressalvados os problemas idiomáticos com o português de Portugal, terra que admiro e de onde advém muitos amigos diletos e queridos demais. Jamais ofenderia, propositalmente, pessoas e muito menos povos. Não seria compatível uma atitude destas com a minha índole. Vide exemplo. Apesar de heterossexual, por exemplo, muitas vezes escrevo como sendo uma mulher (ex: CALA A BOCA!!!) e isto não muda minha sexualidade. É licença poética. Creditem à isto, tudo o que não gostarem, por favor. (rs) Meus mais sinceros agradecimentos e respeitos a quem me lê. Sejam sempre bem vindos ao meu cantinho, muito me honram com suas visitas. ErdoBastos

ErdoBastos
Enviado por ErdoBastos em 29/06/2006
Código do texto: T184203


Comentários

Sobre o autor
ErdoBastos
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 65 anos
789 textos (41965 leituras)
2 áudios (132 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/03/21 11:14)
ErdoBastos