Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Súplica...

"...E de repente a gente sente
que está sozinha...
E qualquer coisa
passa a buscar
a angustiante tentativa
de conseguir unificar
as tristes partes da gente...
 
De nada me vale
receber na solidão ,
apenas mais um olhar
profundo e intenso
e que nada tem a ver comigo...
 
Eu queria o meu amor!
Aquele que me acabaria
com a solidão do agora e do depois
Que me pudesse dizer tudo
e me permitisse ainda o impensável...
 
Que costurasse os rasgos
feitos do "ser só"...
Que me acarinhasse as costas
e me desse amor de madrugada
Para o descanso, enfim,
da minha louca ansiedade..."
Sonia Pallone
Enviado por Sonia Pallone em 21/05/2005
Código do texto: T18476


Comentários

Sobre a autora
Sonia Pallone
Atibaia - São Paulo - Brasil, 70 anos
277 textos (21534 leituras)
2 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/06/21 23:24)
Sonia Pallone