Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PELA JANELA

Vejo:

O sol que brilha
Nesta manhã tão iluminada.
Manhã viva e frenética;

Carros, longe e perto.
Levando e trazendo...
Gente cheia de sono e sonhos;

Vidas, embora rotineiras e que só
De sonhos viva.
Vejo – vidas à espera de outras vidas.

Pela janela vejo vidas que, também, vêem pelas janelas:

A esperança ao longe a vagar, tão devagar.
Quimérica e difícil, não se deixa agarrar.
E as vidas enquanto a vêem esperam;

Sol, manhã, carros, gente.
A esperança, expectativa, de tantas vidas
Que enquanto vêem – aguardam os sonhos realizar.

Cláudia Célia Lima do Nascimento
Enviado por Cláudia Célia Lima do Nascimento em 16/07/2006
Reeditado em 03/04/2007
Código do texto: T195481


Comentários

Sobre a autora
Cláudia Célia Lima do Nascimento
Luziânia - Goiás - Brasil, 55 anos
489 textos (18443 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/03/21 12:31)
Cláudia Célia Lima do Nascimento