Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quase nada



Quais são as respostas que eu não posso ter?
Desde quando o querer é poder?

O que minha alma quer
Meus olhos não conseguem ver
O meu corpo e coração não querem se entender

É a agonia que me preenche a vida vazia
A alegria não me visita todo dia

É a rotina que me faz viver
Desde quando o querer é poder?

Tenho o meu violão pra afinar
Os acordes do coração

Tenho dom para desaguar
O meu sentimento no papel

Tenho amigos para desabar
O tédio do meu dia
E receber a força
Que eu não conseguiria sozinha

Eu tenho quase tudo, tudo...
Mas tudo é tão imperfeito
Quase nada é como eu quero

A vida me mostrou o seu lado cinza
O amor pra mim ainda está do avesso
A dor ainda sorri pra mim, ironicamente.

A felicidade está com o amor
Longe do meu viver...
Desde quando o querer é poder?

Daniel Pinheiro Lima Couto

12/07/08



























Daniel Couto
Enviado por Daniel Couto em 26/07/2006
Código do texto: T202717


Comentários

Sobre o autor
Daniel Couto
Curitiba - Paraná - Brasil, 38 anos
113 textos (6826 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/03/21 14:41)
Daniel Couto