Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

nu

nu,
de gestos pensados,
medi-te a palmos
entre o prazer e o cansaço,
entre o extase e o embaraço.

nu,
todo poderoso,
fui a sorte saída,
a noite comida,
o submisso mundo
vivido e profundo...

nu,
no limite do dominio,
fui a causa e o fascinio,
o corpo que moldaste
e em segredo deixaste.
João Videira Santos
Enviado por João Videira Santos em 28/07/2006
Reeditado em 28/07/2006
Código do texto: T203917


Comentários

Sobre o autor
João Videira Santos
Lisboa - Lisboa - Portugal
238 textos (17622 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/03/21 11:11)
João Videira Santos