Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Onde eu me perdi

Coisas pra falar
Discutir, rir e chorar
Opiniões diversas sobre a ordem alfabética
Nada nasce, tudo ressurge
Eminente talvez, mas nada que me deixe crente
Forças de um hábito, rotulações
Erupções de idéias e tragédias
Esperar. Sim, mas até quando?
Ser momentâneo me deixa espontâneo
O guardar fruto do aguardar me deixa marcas
Por isso grito com a caneta em resquícios de papel
Chega de perder oportunidades, acompanhadas pela minha vaidade
O ponto final deixa de ser uma metáfora
Continua, claro que continua
Avenidas de sensações reguladas por semáforos
Delicados semáforos.
M K
Enviado por M K em 08/06/2005
Código do texto: T22999


Comentários

Sobre o autor
M K
Curitiba - Paraná - Brasil, 37 anos
53 textos (2553 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/20 21:44)