Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os versos que te regalei

Queria poder escrever-te, hoje à tardinha,
Durante a sesta da melancolia,
Que nos cantos da cigarra adormece,
Uns versos pintalegretes, joviais...
 
Queria poder escrever-te, mais à noitinha,
Nas fronhas dos rendados travesseiros,
Uns versos amorosos, alvissareiros...
 
Mas morrem na tinta da minha pena,
(Aquela com que, agora, te escrevo)
Se a angustia sapateia, em vestes de brim,
no lajedo das pulsantes cordoveias,
Os versos que te queria escrever!
 
Se a melancolia não mora no meu seio,
Diz-me então, amor, por que são tristes
Os versos que sempre te regalei?...
Cristina Pires
Enviado por Cristina Pires em 09/06/2005
Código do texto: T23263


Comentários

Sobre a autora
Cristina Pires
França, 54 anos
87 textos (7335 leituras)
1 áudios (37 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/20 20:20)
Cristina Pires