Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LIMA BARRETO

A dose rompe o frio
Veste-se de veludo
Refrigera os sentidos
Embriaga a realidade

A dose presa na garganta
O nó
Os sentidos encruzilhados
O frio embriagado

Veste-se de moral veluda
Desnuda-se da noite
Unhas negras
O frio rompe a carne

Nua
Desato os nós
Os eus
Mas afogo-me nos eles

Visto-me de cetim
Danço
Nu
Ando bêbado
Tropeço

Equilibrado nas letras
Penas
Nos ais
Celas

No beco fétido
Vômito
Ressaca
Mar

A dose transborda
O nó ata-nos a nós
O frio rasga a madrugada
Deita
Dorme

E bebe...

Deijair Miranda
Enviado por Deijair Miranda em 13/09/2010
Reeditado em 10/09/2013
Código do texto: T2495959
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Deijair Miranda). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Deijair Miranda
Pojuca - Bahia - Brasil, 44 anos
116 textos (5727 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/19 01:12)