Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ELEGIA: OITO ESTRELAS

Tenho lá no Céu, bem próximo ao Cruzeiro do Sul...
Oito estrelas... Corrente partida...
Aos templos da infância, não retornarei,
Pois, com certeza, não os encontrarei...

São eles: Quedinho, Juquinha, Flori...
Moisés e Nicolina – Paixão eterna...
Edson, Jaime e Devanir Fortuna...
Carinhos juvenis; caminham com Deus...

Enquanto isso!... Choramos na Terra!...
Jovens!... Partiram para morar com Deus...
Enormes saudades!... Deixaram em nós...

Tios, avós, primos... Amados por todos!...
Deixaram eles: família e amigos...
Pergunta - Quando novamente os verei?...

(in memoriam)

Soneto branco: não apresenta esquema de rimas.

Rio, 16 de outubro de 2006.




Augusto de Sênior
Enviado por Augusto de Sênior em 16/10/2006
Reeditado em 01/12/2017
Código do texto: T266086
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Augusto de Sênior
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
117 textos (66402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/01/18 02:51)
Augusto de Sênior