Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OLHAR ESTRANGEIRO

Alheio à paisagem circundante
Um homem caminha por entre
Labirintos de solidão

Cada vida que atravessa a avenida
Nesta manhã nublada
É uma ilha inexplorada

Alheio aos transeuntes naufragados
Em sua própria existência
Um homem caminha indiferente
À sua inerente condição de ilha

Quiçá ele fosse mais que um promontório
Um continente inteiro de forças
Adormecidas

Todavia,
Alheio à sua condição de náufrago
Aquele homem relutante se sente
Feito um estrangeiro dentro da própria vida

* * *

Goiânia, 25 de maio de 2011
Glauber Ramos
Enviado por Glauber Ramos em 25/05/2011
Reeditado em 26/05/2011
Código do texto: T2993320

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Glauber Ramos
Gurupi - Tocantins - Brasil, 38 anos
98 textos (3235 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/05/21 19:34)
Glauber Ramos