Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao vento

O medo me cega, me desvia o caminho, me ludibria, sufoca minha dor
Chegando a me dobrar diante da efêmera imagem da minha infiel conduta, sem disputa, negando tudo eu vou.
Carregada de pensamentos mórbidos, inóspitos céticos de se vê.
Tentativas de rever os erros me levam a loucura a insanidade a me sufocar, sentenciar.
No cortejo das minhas dúvidas revejo a minha loucura, minha doce cura, perdida no que me restou.
Flores jogadas ao vento, sopros ainda forjando a força que me faltou
Mascarando os anseios ja perdidos pelo tempo
Vou seguindo, sem vencer, destituído o sopro que restou.
Não chego a lugar nenhum, sem medo sem desculpa, sem conduta, sem resposta ao que passou.
Edeneide Xavier
Enviado por Edeneide Xavier em 11/08/2011
Código do texto: T3153142
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Edeneide Xavier
Recife - Pernambuco - Brasil
501 textos (5659 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 10:30)
Edeneide Xavier