Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

***Joguei ao Vento***




Joguei ao vento a vida joguei na vida o amor
que vivia comprimida ora em fardo ou tambor
E eu que vivia sentida chorando cheia de dor
não sentia que a vida mostrava o seu valor

Descerrei o negro véu que nublava a visão
tingi de azul o meu céu liberei a emoção
O coração num escarcéu cantava uma oração
descendo como dossel no céu em nova estação

Da vida eu quero doce jamais eu quero o fel
pra mim é como se fosse um doce e farto farnel
Na essência da erva doce minha torre de babel
transformo em agridoce as verdades em cordel

Agradeço e abençôo a plenitude da vida
sei porque não destôo minha vida tão querida
Assim então alço vôo busco no espaço guarida
onde em vales escôo a cristalina bebida

Um néctar de puros vinhos onde a pureza impera
enfeitados de azevinhos guirlanda que delibera
Os meus pequenos moinhos que sempre estão á espera
desvendando torvelinhos que um grande amor refrigera
by
***RosaMel***
fioredemel
Enviado por fioredemel em 20/11/2011
Código do texto: T3347251

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
fioredemel
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
279 textos (3539 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/05/21 10:54)
fioredemel