Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRIMAVERA

Elane Tomich
 
Porque de longe vieste
devo tratá-lo qual rei?
Verbo, alma sem veste
em  longa espera, esperei...
 
Guardo estigma em brasa
 gado a ferro quente.
Se à pele queima e arrasa
 imagina a alma sem gente,
 
sem carne, sem vestimenta
 sem porto, pouso, encosto
imagina o sádico gosto
do ai que encomprida e lamenta.
 
Há muito, vesti-me de lama
o pó em seca me espera
 há um chão que me reclama
 renascer em primavera.
Elane Tomich
Enviado por Elane Tomich em 15/07/2005
Código do texto: T34431
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Elane Tomich
Teófilo Otoni - Minas Gerais - Brasil
319 textos (12854 leituras)
1 e-livros (128 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/07/20 09:50)
Elane Tomich