Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ETOPÉIA

Agraciado pela ausência
De vozes e algozes
Deslizo nas balizas
De deslúcidas* razões

Emoções e marulhos
Sondo e me reviro

É nesse estado
Que me pressinto
No Todo no Nada
Meramente Eu

Na visão atordoada
Achego a terra ansiada

Pelas ditadas pausas
Declaro a perenidade
Desfaço meus elos
Sou ubíquo inteiro

No círculo do Amor
Torno-me a Presença


(*Neologismo, significando “não lúcidas”)
Jean Pierre Barakat
Enviado por Jean Pierre Barakat em 05/02/2005
Reeditado em 22/01/2013
Código do texto: T3482
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Jean Pierre Barakat
Fortaleza - Ceará - Brasil, 56 anos
111 textos (5077 leituras)
1 e-livros (97 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/06/20 07:01)
Jean Pierre Barakat