Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A resposta


O que amo em ti,
é não te conhecer
e saber o que escreve

O que sinto por ti,
é a aventura inexistente
na tua poesia inconsciente

O que ama em mim,
é o que gosta em ti
a arte de escrever.

Homenagem A Violeta Curado
poema IV (Névoa) Sempre, Setembr
José Sevilha
Enviado por José Sevilha em 25/01/2007
Código do texto: T358810

Comentários

Sobre o autor
José Sevilha
Goiânia - Goiás - Brasil, 47 anos
4 textos (13 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/20 03:33)
José Sevilha