Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ciclos

Como uma gota de orvalho,
as lagrimas soltam-se do meu rosto
fazendo sentir-me basicamente livre
e mesmo com as raizes no passado
que atormenta o mais secreto dos sentimentos
floresço entre ervas daninhas
sendo este, o meu primeiro ciclo na natureza.

E como um pássaro revoando entre as matas
colhendo frutos silvestres,
sinto-me vitalmente solto, para poder resistir
as armadilhas que esperam por mim,
e assim sendo, completo o meu segundo ciclo.

Depois das lágrimas e armadilhas
estou inevitavelmente preso a você
agora estou numa gaiola, casei contigo
pois, visgaram-me no meu primeiro descanso
e com muitos ovos no ninho,
preparamos para o último ciclo.
José Sevilha
Enviado por José Sevilha em 25/01/2007
Código do texto: T358825

Comentários

Sobre o autor
José Sevilha
Goiânia - Goiás - Brasil, 47 anos
4 textos (13 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/09/20 01:49)
José Sevilha