Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AVISO AOS AMIGOS RECANTISTAS.

 No príncipio fui J.Drummond,
 o primeiro nome que me veio à mente.
 Sobrenome de poeta-escritor e dos bons,
 que me deu suporte para ir em frente.
 Agora, não quero mais, usar pseudônimo.
 Portanto, quero usar meu nome de registro.
 Completando, quero deixar de ser anônimo.
 Assumo aparecer e dizer que existo.
 Quero assumir a maluquice que faço.
 Ser pleno e responsável por mim.
 Creio, ter dado um pequeno passo.
 Aventuro-me a seguir assim:
 com o meu nome sujo na praça
 por causa de alguns rabiscos
 que o hábito de versejar abraça
 em meio a arriscos, riscos e riscos.
 Vou assinar em embaixo do que escrevo.
 Aceito às critícas, mas não às ofensas.
 E deste modo, me lanço, me perco e atrevo
 a dizer em palavras o fingir que se pensa
 em forma iniciante de poesia e canção.
 Pretendo, meu verso ruim por escrito.
 Ainda que seja mera e divaga inspiração
 deste olhar superficial sobre o infinito.
 E com alguma palavra, deixo meu recado.
 A quem possa interessar:
 a conhecer esse meu lado torto
 que vagueia pelo mundo a poetar.





 Julimar Antônio Vianna
      28/01/2007
 
Julimar Antônio Vianna
Enviado por Julimar Antônio Vianna em 28/01/2007
Código do texto: T361164

Comentários

Sobre o autor
Julimar Antônio Vianna
Caratinga - Minas Gerais - Brasil
138 textos (11045 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 00:41)
Julimar Antônio Vianna