Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Acuada



Quando o medo chega...
Encolho os ombros e agacho
Atraso a vida e diminuo o passo.
Penso fugir, pesa o cansaço.
Quando o medo aparece
Esqueço que ele é defesa
Alma quer ser ilesa
E troca o sim pelo não,
E deixa de lado o viço,
Parte por via sem vida...tudo vão.
Quando o medo mostra as garras,
Acuada - não me questione!
Perdida - não me abandone
Sofrida - não me exija
Cansada - não me pressione
Sem palavras - não me julgue
Empreste o olhar ou a mão
Ungüento no meu cansaço
Espera um tantinho mais
Aceita, que me refaço.


Sônia C Prazeres
Enviado por Sônia C Prazeres em 30/01/2007
Reeditado em 09/02/2007
Código do texto: T363687


Comentários

Sobre a autora
Sônia C Prazeres
Santos - São Paulo - Brasil, 63 anos
178 textos (8635 leituras)
15 áudios (1759 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/20 04:58)
Sônia C Prazeres