Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma pena

Ao entardecer
uma pequena pena
branca e leve
de invisível pássaro
entrou pela janela
e caiu sem consentimento
no meu ombro
Virgílio e Eneida espantando
no meu colo.

Agora de noite
branca e leve
frágil e morta
só voa  se retorce
se assoprada num suspiro
de hálito de ar de angustia
inerte se esquecida.
uma pena só...

Encerrei-a
na gaiola eterna
de Virgilio.
(Quem sabe Dêdalo ou seu filho
transloucado pensa ter encontrado
o que acha perdido no seu labirinto)
Miguel Angel Fernandez
Enviado por Miguel Angel Fernandez em 22/07/2005
Código do texto: T36685


Comentários

Sobre o autor
Miguel Angel Fernandez
Vargem Grande Paulista - São Paulo - Brasil
32 textos (4457 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/10/20 06:08)
Miguel Angel Fernandez