Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONHOS

SONHOS
                                         
  I
   
O amor delirante brilha, sufoca mesmo sem alarde,
   
É uma arte que não se descarta nem cedo, nem tarde.
 
Provocam dores, alegrias, tristezas, mas o afago arde,
     
No fibrilar sem queixumes,  do coração indiferente à idade.
 
                II
 
Amor é dar e receber beijos, carícias e emoções palpitantes,
 
Onde dois corpos se unem num só, partilhando sensações ofegantes.
 
É a destinação de seres que através do desejo se entregam •arfantes,
 
Num ritual deslumbrante, calcificante, surge à fecunda loucura de dois amantes.
 
                  III
 
Extasiado, tonto, trêmulo,  procuro amparo seguro e reconfortante,
 
Olho nos teus olhos e vejo o mundo num transbordar de estrelas cintilantes.
 
O tempo passa, renasce o dia, esquecemos a noite fria com o amor recalcitrante,
 
Sento-me radiante, pois encontrei em ti, carícias, prazeres e gozos desconcertantes.  .
 
                          IV
 
Quero amar-te sempre, com pudor, sem pudor,  com desejos fascinantes,
 
Quero brotar a semente altaneira e benfazeja do colóquio resplandecente,
 
Que o fruto desta incomensurável troca de carícias seja saboroso e dulcificante
 
Que Deus no seu vasto olhar, faça brilhar esta grande angular, em êxtases dignificantes. Um abraço fraterno.
 
     
ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI E ALOMERCE
Paivinhajornalista
Enviado por Paivinhajornalista em 09/02/2007
Código do texto: T374980
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Paivinhajornalista
Fortaleza - Ceará - Brasil
2277 textos (993753 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 11:42)
Paivinhajornalista