Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POR QUANTAS ESTRADAS UM HOMEM TEM QUE ANDAR ....

Por quantas estradas um homem tem que caminhar
até que seja chamado de homem ?
Sim, e quantos mares uma poba branca tem de navegar
antes que ela durma na areia ?
Não adianta você ficar sentada tentando imaginar por que
não importa mesmo, seja lá como for
e não adianta ficar sentada tentando imaginar,
se até agora você não sabe...
Quando seu galo cantar no romper da aurora
dê uma olhada pela janela e eu terei ido embora
você é a razão pela qual continuo viajando
não pense duaz vezes, está tudo bem...
Não adianta chamar meu nome
como você nunca fez antes,
não posso mais te ouvir.
Meu amor, ela fala como o silêncio,
Sem ideais, nem violência,
ela não tem de dizer que é fiel
ainda assim é verdadeira, como gelo, como fogo
pessoas carregam rosas
fazem promessas a cada hora
meu amor, ela ri como as flores
cartões de dia dos namorados não podem comprá-la.
Leve-me então, para desaparecer
através dos anéis de fumaça de minha mente
descendo pleas ruínas enevoadas do tempo
bem depois das folhas congeladas
das árvores assombradas, assustadas
saindo para a praia, onde bate o vento
longe do retorcido alcance da angústia louca
sim, dançar sob o céu de diamante
com uma das mãos acenando livre
silhuetando pelo mar, rodeado pelas areias de circo
como toda a memória e o destino arrastados para debaixo das ondas
deixe-me esquecer o dia de hoje até amanhã...

(Homenagem a Bob Dylan poeta gênio)
ERMINIO SEVERO
Enviado por ERMINIO SEVERO em 16/02/2007
Código do texto: T383262

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
ERMINIO SEVERO
Palmas - Paraná - Brasil, 51 anos
41 textos (731 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 07:01)
ERMINIO SEVERO