Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando eu amava

Admirava o sussurro do vento,
Farfalhando as ramagens
O perfume da natureza
Ao esvaecer o dia


Meu suspiro suspirava profundo
O caminhar disperso,
Guiado pelo instinto,
Com o horizonte travesso
Brincando com meus sentidos

Meu olhar maravilhado,
Nada tinha de mistério
desvelava a todos,
Os mais velados segredos.

Abraçava o mundo com ternura
Meu sorriso vibrava ao longe
Como uma bandeira branca desfraldada
Açoitada pelo vento azul matutino

Dançava com as nuvens do céu,
Sapateava com os seixos na terra

O pêlo do cachorro se abrandava
Diante de um gesto meu,

A finada cachoeira ciciava
Me ouvindo assoviar
Sentado à grande pedra
Igualmente a te admirar
 
Os pássaros revoavam em silêncio
Para não incomodar meu sono
Sob a frondosa Figueira
Também a ressonar


Ao trovão não se ouvia
Ante o meu sussurrar,

O relâmpago se arrefecia
Diante de meu pulsar

O vento se esgueirava
Me ouvindo cantarolar

NÃO temia outros olhos,

Nem a cinza da fumaça,
Nem cara de lutador,

Nem o apito do trem
A sapatear sobre os trilhos,
Como touro brabo a bufar

Nem as procelas do mar
Prestes a transbordar...

Isso...

Quando EU Amava.
José Mattos
Enviado por José Mattos em 29/07/2005
Código do texto: T38704


Comentários

Sobre o autor
José Mattos
Santa Rita do Pardo - Mato Grosso do Sul - Brasil, 56 anos
54 textos (2917 leituras)
1 e-livros (48 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/05/20 05:52)
José Mattos