Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Contradições

Minha face lunar veste-se de tristeza.
Minha face solar tenta se alegrar.
Esta sou eu,
Estranhamente contraditória,
Peculiar, aleatória.

No baile de máscaras
Vou vestida de mim.
Só prá destoar...
E provocar.

Mas passei pelo salão,
E nem me fiz notar.
Porque todos sorriam,
E eu era a única
Que não achou graça.

Não gargalhei,
Não chorei.
Apenas passei
Com meu eu transparente
Como passam as nuvens
Levadas pelo vento.
E ninguém nota...

Apenas o poeta percebeu,
E tudo entendeu,
Porque o poeta interpreta
O silêncio que grita,
A dor que cala,
A tristeza vestida de ninfa.
Sua poesia consola,
E me faz sentir compreendida.

Mas minha face lunar prevalece,
E minha face solar finge que amanhece.
Porém, nos confins do meu íntimo,
Minha alma anoitece.

Leilaa
Enviado por Leilaa em 26/02/2007
Código do texto: T394462


Comentários

Sobre a autora
Leilaa
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 61 anos
90 textos (32686 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/20 10:56)
Leilaa