Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A voz do silêncio

Nem noite, nem dia.
Nem pele, nem alma.
A vida caminha.
Tortuosas vias
Imagináveis pontes.
E na fronte,
suor respinga.
Asfixia.
Calma!
Tela repleta
Nanquim e tinta
E surge a voz do silêncio
em meio à anarquia.
Não vou contê-la.
Que venha com a verdade, mesmo que doída.
Que venha sussurrada ou gritada e
enlouquecida
Mas que enfim
desperte a ira, sempre tão contida!
Dora Leal
Enviado por Dora Leal em 13/08/2005
Código do texto: T42281


Comentários

Sobre a autora
Dora Leal
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
510 textos (26668 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/07/20 08:35)
Dora Leal