Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pára!

Ah! pára com isto!
Não critica o meu riso solto
e o meu abraço amigo!
Tenho um pouco da seda
por isto é que me acariciam.

Pára! Pára com isto!
Odeio conselhos.
Tudo o que aprendi
veio dos erros, das tentativas e dos acertos.
Sempre serei aprendiz.

Para que me vigiar? Nem de mim mesma, eu sou.
Sou do mundo da lua!
Sou do raio de Sol!
Sou do sorriso do dia
e da flor do girassol!

Desista de me mudar!
Nem eu mesma consigo
Aceita-me assim como sou:
desvairada, distraída, poeta
ou procure outra, pateta!
Dora Leal
Enviado por Dora Leal em 15/08/2005
Código do texto: T42809


Comentários

Sobre a autora
Dora Leal
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
510 textos (26710 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/20 15:13)
Dora Leal