Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A solidão
é cruel,
amarga como
fel.
Arrebenta a alma,
corrói o corpo.

A solidão
é desumana,
louca e insana.
Estoura-lhe as veias,
chupa-lhe o sangue.

A solidão
é fria,
irmã da
agonia.
Afunda os olhos,
arranca os cabelos.

A solidão
é triste.
Muito triste.

Coisa pior,
não existe.


28 de Setembro de 1989
Marcelo Lopes
Enviado por Marcelo Lopes em 16/06/2013
Código do texto: T4344652
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Lopes
Guarujá - São Paulo - Brasil, 50 anos
480 textos (46852 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/07/19 17:07)
Marcelo Lopes