Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Respostas




"...Assisto impotente
ao meu amor me fugir das mãos...
Como água.
Como sangue correndo de uma
ferida aberta.
Vejo-o no espaço,
misturado ao vento,
às folhas,
ao pó do chão.
Feito um grito desesperado
ecoando selvagem.
Sem rumo.
Acordando o silêncio do mundo.
É o meu grito.
Tomando a mesma consciência
de quem morre de amor.
Fazendo companhia
 para a pergunta
que só queria uma resposta
contra ou a favor,
para o meu olhar
 sem esperança..."

Sonia Pallone
Enviado por Sonia Pallone em 15/02/2005
Código do texto: T4493


Comentários

Sobre a autora
Sonia Pallone
Atibaia - São Paulo - Brasil, 69 anos
277 textos (21323 leituras)
2 e-livros (164 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 31/05/20 10:26)
Sonia Pallone