Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DIA-A-DIA


Prego um botão na camisa,
Desligo a televisão
A vida é dura, não alisa,
É fogo ganhar o pão

Seguro a força da crise
Trabalho, busco e não tem
Não há ninguém que me avise
De onde o dinheiro vem

Cheiro um botão de uma rosa,
Agarro a barra da flor
A vida é bem dolorosa,
Não há quem aguente esta dor

Pego uma caneta e escrevo
Um bilheitinho sem fim
Com um lápis preto descrevo
Que meu carinho é assim

Vou simplesmente vivendo,
Sem pretensão de mudar
Meu dia-a-dia moendo,
Como uma roda a rodar


Fernando Tanajura
Enviado por Fernando Tanajura em 27/08/2005
Código do texto: T45562
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Fernando Tanajura
Estados Unidos
1631 textos (163237 leituras)
1 e-livros (179 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/07/20 09:32)
Fernando Tanajura